Você vive no automático? Então… tome cuidado.

Jael Klein Coaracy

Jael Klein Coaracy

É curioso como somos capazes de viver no automático, repetindo padrões e recriando as mesmas situações ao longo da vida. 

Isso só acontece porque a maior parte das pessoas vive no modo automático. É preciso perceber que se continuarmos a fazer as mesmas coisas, continuaremos a produzir os mesmos resultados de sempre.

Quem não estiver feliz com a própria vida precisa arregaçar as mangas. Não podemos atribuir a ninguém, nem à nenhuma situação, as razões pelas quais não estamos felizes. 




Aprendendo a reconhecer as emoções negativas


A negatividade pode se expressar de diferentes maneiras, como, raiva, ressentimento, culpa, inveja, etc. Manter o foco no positivo não significa negar emoções negativas. 

Somos humanos e portanto, vulneráveis às emoções negativas. Não há nada errado nisso. O problema começa quando nos julgamos por sentir determinada emoção e, assim, nos prendemos a ela.

O julgamento leva à outras emoções negativas, e a uma falsa imagem de nós mesmos.

Para neutralizar uma emoção negativa e transformá-la em outra, positiva, é preciso reconhecer a presença da negatividade.

Resistir às emoções negativas equivale a fortalecê-las, pois ao resistirmos a algo, o que fazemos é dar mais energia aquilo que nos incomoda.

Entrentao, ao compreender as raízes de uma emoção  negativa, e ao questionar o tipo de pensamento ou avaliação distorcida com que a criamos, podemos liberá-la, recuperando a energia que estava presa a ela.


O ser autêntico 

É aquele que se encontra com o que é, sem véus ou escudos. 

Ao não ser que a pessoa tenha a coragem de se deparar com o que realmente é, não haverá transformação.  Quem nega o real ou foge da sua percepção, acaba voltando suas defesas contra seus próprios desejos de realização.

Em geral, nos apegamos às histórias que criamos para não nos confrontarmos com a realidade. E passamos a acreditar nas fantasias que encobrem nossos medos.

Quais são as nossas verdadeiras intenções atrás de cada ato?

Somente ao abandonarmos as ilusões sobre as coisas, conquistamos poder para mudar nossas vidas.

O processo nem sempre é fácil. Mas ninguém pode esconder-se o tempo todo. Quem se recusa a olhar de frente o que se encontra presente em sua vida, abandona seu ser autêntico.

Deparar-se com medos, ilusões, fracassos, frustrações não é agradável, mas necessário. 

Quando se tem a coragem de aceitar, o que estiver presente dentro de si, a vida se abre em infinitas oportunidades de realização.

Compartilhe

Outros artigos

Curando sua criança interior

Nunca é tarde para viver uma infância feliz. Entre em contato com sua criança interior e converse com ela. Ouça o que ela está guardando

Você pode começar a desenvolver sua autoestima a partir de agora. Veja como.

A baixa autoestima é responsável por sofrimentos imensos, pois, em geral, pessoas com problemas nesta área não se sentem merecedoras de amor e de sucesso. Quem não tem um bom conceito sobre si mesmo atrai relacionamentos e situações que “confirmam” seu pouco valor. A boa notícia é que autoestima pode ser construída.

Entre em contato